Terça-feira, 14 de Abril de 2009

Desde pequena que tenho hábitos estranhos... ou como Corín Tellado foi tão importante na minha vida

Maria del Socorro Tellado López (vulgo Corín Tellado) morreu dia 11 de Abril, e por essa razão relembrei os meus tempos de puberdade, altura em que a minha vida era pautada por uma grande promiscuidade literária. Naquele tempo, a leitura não era uma prioridade lá em casa, muito menos a leitura da miúda que lia tantos livros que havia o receio de ficar com algum problema de visão. A miúda era proibida sistematicamente de ler e por vezes até lhe impunham limites de leitura semanais.
 
Nesses tempos lia tudo o que aparecia lá em casa ou aquilo a que conseguia deitar a mão: Isaac Asimov, Enid Blyton, Agatha Christie, Camilo Castelo Branco, Trindade Coelho, Eça de Queiroz, Harold Robbins, Heinz Konsalik entre muitos outros. O género não interessava, tanto vibrava com uma aventura no Colégio das Quatro Torres, como com as cenas de sexo escaldante dentro das águas calmas do Pacífico ou com o sofrimento infligido por prisioneiros sem escrúpulos que insistiam em sexo não consensual.
 
Mas de tudo, o recordo com maior nostalgia é mesmo o livro de Corín Tellado que um dia encontrei lá por casa. A história centrava-se numa filha de empregada que se apaixonava pelo filho dos donos da casa, um elegante cavalheiro cujo esquema ardiloso da menina de classe baixa o levou à paixão impossível de conter. Apesar da aprovação parental por ler obras mais consentâneas com o meu género e idade e que de alguma forma promoveriam a minha formação como futura mãe e esposa, depressa percebi que aquelas histórias além de não reflectirem a realidade, tinham como único interesse a comicidade existente nas entrelinhas.
 
Durante algum tempo, e catalisada por tão repetitiva autora, a minha criatividade intensificou-se levando à criação de uma personagem imaginária, também ela escritora, de nome Corín do Telhado, e também eu, cumprindo com a tradição oral de séculos de sabedoria popular, lá fui transmitindo à minha irmã estórias de amor profundamente irónicas, inspiradas por fotografias de revistas.
 
            Devido à tenra idade da minha irmã (ela não teria mais de 6 anos) a sua memória destes acontecimentos não deve ser grande. Ainda bem!
publicado por Veruska às 14:10

link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Tio do Algarve a 16 de Abril de 2009 às 14:35
Adorei, Está o máximo... Também li o Prémio, do Wallace, entre "Os cinco na Casa do Mocho" e "Os cinco na Planície Misteriosa" (não estou certo da sequência). E também sei o que é viver rodeado de livros e ir requsitar à Biblioteca Calouste Gulbenkian, lá da terra!
Nunca li nada das gémeas ou da Corin Tellado. Mas estou a adorar ler a Veruska do Telhado!
Parabéns pelo retrato tão giro que fazes dessa fase da vida e do tempo!
De Veruska a 16 de Abril de 2009 às 14:58
Eu também li o Prémio. Fantástico (já nem me lembrava)!

Mas sabes quando comecei a ir buscar livros às bibliotecas (da escola e a municipal) deixei de ler ficção e passei a ler biografias e coisas de divulgação científica. Foi então que me perdi...

Bem, mas deixa-me clarificar uma coisa, pela tua frase parece que eu sou uma "velha", mas não sou. :)
De Tio do Algarve a 16 de Abril de 2009 às 15:47
Ui...Velha? Nunca tal me passou pela cabeça...
Sinceramente espero que não sejas uma criança em idade escolar...LOL
De Tiago Coen a 18 de Abril de 2009 às 02:43
Pois deixa que te diga, minha Corin do Telhado: adoraria escutar as estórias de amor que inventavas para a tua irmã!!!
; )

Acredita, ou não, mas foi através das fotonovelas da CT que eu descobri o Hugo Pratt e toda os grandes autores de BD em consequência!

TC

P.S. (sei que adoras P.S.s!): Essa das bibliotecas itinerantes da Calouste Gulbenkian,... pensava que era só no meu lugarejo! Agora vou percebendo que não era só eu que ficava pacientemente à espera, com duas horas de avanço, sentado na beira do passeio do cruzeiro da terra, pela chegada dos velhos furgões da citroën!...
Sempre dei graças ao meu irmão mais velho por gostar tanto de pião e de bola e me emprestar sempre o cartão dele, para que assim eu pudesse carregar os braços com o dobro dos livros permitidos... porque, infelizmente, lá em casa, livros era coisa que não abundava...

Gracias, pelas tuas crónicas maravilhosas!
De Tiago Coen a 18 de Abril de 2009 às 02:51
Olha o que tu arranjas!!!
Andas para aí a despertar as emoções esquecidas das pessoas e depois dá nisto!...
Descobri um artigo muito interessante sobre as Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian.
Não é do teu tempo, por certo, mas vale a pena dispender o tempo da leitura!
; )

http://bep-suporte.blogspot.com/2006/12/as-bibliotecas-itinerantes-da-fundao.html
De Veruska a 18 de Abril de 2009 às 16:31
Gostei muito do artigo das bibliotecas e mais uma vez tudo começou em Cascais! :)

Tabém tu despertaste em mim emoções esquecidas à muito...
De Veruska a 18 de Abril de 2009 às 15:28
Fantástico! Que ideia ternurenta a de teres arranjado forma de carregar mais livros.

Só quem gosta de ler é que percebe estas pequenas coisas.

Vou ler o texto sobre as bibliotecas.
De Tiago Coen a 18 de Abril de 2009 às 16:20
Pois era – já na altura tinha uns estratagemas bem engendrados para me safar na vida! E só tinha 7 anos!!!
; )
Acho que aprendi verdadeiramente a ler com os livros de aventuras da C.G..
Lembro-me bem que comecei com a Heidi (livro grande, capa grossa) e com o Nodi (pois é, já nesse tempo tínhamos o Nodi!).
Logo de seguida, tudo da Enid Blyton (As Gémeas incluídas), e depois Júlio Verne, Edgar Rice Burroughs, Jack London, Mark Twain, Jonathan Swift, Daniel Dafoe, Robert Louis Stevenson...
Lançando agora um olhar retro sobre essa época, não posso deixar de considerar que os livros foram, sem dúvida, os melhores e mais leais companheiros de aventuras da minha infãncia e adolescência!
De Tio do Algarve a 20 de Abril de 2009 às 13:37
Hello Again!
Não resisiti a ler o artigo indicado pelo Tiago. Obrigado pela parte que me toca. Na minha terrinha sempre conheci a biblioteca fixa, desconhecia que esse serviço tivesse tido tanto êxito e que Branquinho da Fonseca fosse o criador...
Vamos lá reler o "Barão", mais actual que nunca!
De Tiago Coen a 26 de Abril de 2009 às 01:33
Dear Allgarve Uncle, o agradecimento deverá ser feito à nossa querida Veruska, a própria, pois é ela a dinamizadora destas nossas saborosas dialéticas.

Esta gente de Cascais parece estar por todo o lado!...
; )
Para os tramar, resta-nos ocupar-lhes o espaço!
:D

Quanto ao "O Barão", confesso que nunca o li!... Mas vou já tratar disso!

Abraços!

TC
De Tio do Algarve a 28 de Abril de 2009 às 19:32
LOL!! Cascais, Monte Estoril, Estoril e mais além...
Depois da linha, só o AlLLGARVE ;)
A Veruska é grande aglutinadora destas "living forces"...
De Veruska a 28 de Abril de 2009 às 19:49
Tio do Algarve e Tiago Coen, eu ADORO-VOS!

Vocês fazem falta na minha vida real! :)
De Tio do Algarve a 28 de Abril de 2009 às 20:18
Olá Veruska, Obrigado pela parte que me toca...Como sabes adoro os teus posts!!!
Receber esse elogio de ti foi a melhor coisa que me aconteceu hoje!

Comentar post

.eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimos reflexos

. ...

. O poder da publicidade......

. Que coisa estúpida... ou ...

. ...

. ...

. ...

. Concentração motard de Fa...

. ...

. ...

. ...

.caixa de Pandora

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Uma experiência quase cie...

. Os vossos favoritos

.links

.espreitadelas

Contador grátis
Link

.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds