Quinta-feira, 29 de Março de 2012

O passevite... ou uma ode ao puré de batata


 

Já por várias vezes manifestei publicamente o meu gosto pela culinária e como penso ter sido ele, o verdadeiro catalizador de ter estudado química. Passei parte da minha adolescência a fazer bolos e doces de colher, sentindo-me desafiada quando a receita incluía mais do que simples etapas como “bater claras em castelo” ou “adicionar a farinha devidamente peneirada”. Gostava de fazer cremes, caramelizar açúcar, rechear bolos e aplicar coberturas.

 

Depois das guloseimas, foi-se instalando progressivamente o gosto por outro tipo de repastos.  Especializei-me em mini-folhadinhos de salsicha, tartes salgadas e adquiri um especial agrado em fazer puré de batata.  O processo de transformar batatas rústicas cobertas de pó num delicado puré,  era complexo e cheio de operações,  o que em muitos aspectos se assemelhava aos processos produtivos que vim a estudar alguns anos mais tarde. 

 

A sequência de operações desencadeava em mim um crescendo de emoções. A tarefa de descascar as batatas era a menos atractiva, embora me sentisse um pouco maravilhada quando olhava para o tubérculo branco descascado em oposição ao coberto de pele, irregular e por vezes já grelado. Depois vinha a cozedura. Era importante controlar as variáveis tamanho da chama e quantidade de água para que as batatas cozessem rapidamente, sem ser em demasia, não absorvessem muita água e rapidamente, para que não ouvisse a minha mãe gritar “Vera Maria, só estás aí na cozinha a gastar gás!”.

 

Depois de cozidas, as batatas eram coadas e aí vinha o primeiro momento de êxtase – observar como elas ficavam totalmente secas e com um aspecto heterogéneo como se de uma massa se tratasse. Seguia-se o extâse de as esmagar com um utensílio em tudo semelhante a um esmagador de alhos mas muito maior.  Gostava tanto de colocar as batatas no reservatório, apertá-lo e observar a batata esmagada a sair em pequenos fios, que fazia sempre um segundo esmagamente para que não “restassem grumos”.  Por fim vinha o toque final – adicionar o sal, a noz moscada e a manteira e homogeneizar tudo com leite.

 

Talvez seja a maternidade ou a maturidade, mas ontem, durante a consulta dos 4 meses do meu filho, veio-me à memória tudo isto e muito mais. Tal como uma hipnose de regressão, vi a minha mãe de volta de um tacho accionando uma manivela com movimento circular. Não foi só a minha mãe que vi; visualizei-me também a mim a olhar maravilhada para aquele gadget e a questionar-me interiormente como é que as batatas se conseguiam meter debaixo do moedor.

 

Agradeço do fundo do coração ao pediatra sénior do meu filho que me recomendou o uso do passevite para fazer as sopas e não a varinha mágica.  Ainda bem que já sou uma mãe tardia e sabia do que é que ele estava a falar.

publicado por Veruska às 21:06

link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 29 de Março de 2012 às 22:02
O que que te deu? Estiveste mais de um ano sem publicar nada e agora vêm "posts" em catadupa...
De Veruska a 29 de Março de 2012 às 22:05
Foi a gravidez! Estava tudo contido cá dentro com o rapazola. :D
De Tio do Algarve a 1 de Abril de 2012 às 13:05
Também há desses para uso industrial... Infelizmente recorro mais aquele que se mistura com água e leite. Não tem metade do sabor, mas tem muita química, de certeza. Um pouco como as sopas...
De Veruska a 1 de Abril de 2012 às 22:07
Experimenta o congelado da marca Pingo Doce. É óptimo!
De Tio do Algarve a 2 de Abril de 2012 às 13:35
Obrigado! Não sabia que havia puré congelado...
Vou experimentar.

Comentar post

.eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimos reflexos

. ...

. O poder da publicidade......

. Que coisa estúpida... ou ...

. ...

. ...

. ...

. Concentração motard de Fa...

. ...

. ...

. ...

.caixa de Pandora

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Uma experiência quase cie...

. Os vossos favoritos

.links

.espreitadelas

Contador grátis
Link

.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds