Segunda-feira, 21 de Maio de 2012

Só entra quem tem bilhete... ou como até os penetras têm de pagar


                                                                                          

 

A palavra bilhete pode ter vários significados, mas quando associado a um espectáculo só pode corresponder à admissão do mesmo. Por essa razão nunca estranhei que para se aceder a uma projecção cinematográfica, a uma peça de teatro, a um evento desportivo ou sabe-se lá que mais, fosse necessário esse documento.

 

Actualmente é prática comum emitir bilhetes, mesmo para espectáculos gratuitos.  Esta prática que visa otimizar a atribuição de lugares e evitar que magotes de pessoas se desloquem aos locais onde decorrem os já referidos espectáculos não é alvo da minha simpatia.  É recorrente muitas dos indivíduos que conseguiram os ingressos não assistirem ao espectáculo prejudicando quem não conseguiu lugar ou quem ficou em lugares piores.

 

Não sei se a justificação para os problemas surgidos hoje no treino da Selecção no Estádio Municipal de Óbidos estará relacionada com o anterior descrito, mas mesmo que as semelhanças sejam inexistentes, é compreensível que a indignação assalte quem quis assistir à preparação dos nossos futebolistas e não conseguiu. O que é certo é que “contas feitas, entre bilhetes distribuídos, “intrusos” e “indignados” o primeiro treino com a selecção completa foi presenciado por cerca de 3000 adeptos” e tudo de graça.

 

Já em Lisboa, existe um projecto – o Alfama-te - que tenta aliciar pessoas a entrarem em festas sem convite.  Segundo explica um dos mentores do projecto na revista do Expresso de 19 de Maio, é possível organizar uma festa de aniversário, com um mínimo de 50 convidados, que pagarão o seu jantar, desde que se esteja disposto a deixar entrar pessoas que não se conhecem de lado nenhum. Numa primeira impressão poderá pensar-se que os penetras destas festas “levam a melhor” pois não é todos os dias que se consegue comer e beber sem pagar, mas na realidade nem tudo é o que aparenta.  Quem quiser participar nestas “crash parties” terá de pagar bilhete. Existem mesmo duas modalidades de ingressos: a regular ou a low cost para quem se fizer acompanhar de uma prenda para o aniversariante.

 

O conceito é tão novo que nem consigo opinar sobre se ele me agrada ou não, mas tenho a certeza de que em breve ele será adoptado por muitas outros projectos, organizações e instituições e quiçá, mesmo pela Selecção Nacional de Futebol. A sua aplicação é praticamente ilimitada e imagino já um senhor a cobrar um valor simbólico por cada invasão de campo no final dos jogos.

 

publicado por Veruska às 22:53

link do post | comentar | favorito
|

.eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimos reflexos

. ...

. O poder da publicidade......

. Que coisa estúpida... ou ...

. ...

. ...

. ...

. Concentração motard de Fa...

. ...

. ...

. ...

.caixa de Pandora

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Uma experiência quase cie...

. Os vossos favoritos

.links

.espreitadelas

Contador grátis
Link

.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds