Segunda-feira, 21 de Maio de 2012

Só entra quem tem bilhete... ou como até os penetras têm de pagar


                                                                                          

 

A palavra bilhete pode ter vários significados, mas quando associado a um espectáculo só pode corresponder à admissão do mesmo. Por essa razão nunca estranhei que para se aceder a uma projecção cinematográfica, a uma peça de teatro, a um evento desportivo ou sabe-se lá que mais, fosse necessário esse documento.

 

Actualmente é prática comum emitir bilhetes, mesmo para espectáculos gratuitos.  Esta prática que visa otimizar a atribuição de lugares e evitar que magotes de pessoas se desloquem aos locais onde decorrem os já referidos espectáculos não é alvo da minha simpatia.  É recorrente muitas dos indivíduos que conseguiram os ingressos não assistirem ao espectáculo prejudicando quem não conseguiu lugar ou quem ficou em lugares piores.

 

Não sei se a justificação para os problemas surgidos hoje no treino da Selecção no Estádio Municipal de Óbidos estará relacionada com o anterior descrito, mas mesmo que as semelhanças sejam inexistentes, é compreensível que a indignação assalte quem quis assistir à preparação dos nossos futebolistas e não conseguiu. O que é certo é que “contas feitas, entre bilhetes distribuídos, “intrusos” e “indignados” o primeiro treino com a selecção completa foi presenciado por cerca de 3000 adeptos” e tudo de graça.

 

Já em Lisboa, existe um projecto – o Alfama-te - que tenta aliciar pessoas a entrarem em festas sem convite.  Segundo explica um dos mentores do projecto na revista do Expresso de 19 de Maio, é possível organizar uma festa de aniversário, com um mínimo de 50 convidados, que pagarão o seu jantar, desde que se esteja disposto a deixar entrar pessoas que não se conhecem de lado nenhum. Numa primeira impressão poderá pensar-se que os penetras destas festas “levam a melhor” pois não é todos os dias que se consegue comer e beber sem pagar, mas na realidade nem tudo é o que aparenta.  Quem quiser participar nestas “crash parties” terá de pagar bilhete. Existem mesmo duas modalidades de ingressos: a regular ou a low cost para quem se fizer acompanhar de uma prenda para o aniversariante.

 

O conceito é tão novo que nem consigo opinar sobre se ele me agrada ou não, mas tenho a certeza de que em breve ele será adoptado por muitas outros projectos, organizações e instituições e quiçá, mesmo pela Selecção Nacional de Futebol. A sua aplicação é praticamente ilimitada e imagino já um senhor a cobrar um valor simbólico por cada invasão de campo no final dos jogos.

 

publicado por Veruska às 22:53

link do post | comentar | favorito
Domingo, 12 de Outubro de 2008

O meu Mats Magnusson... ou como em poucos segundos se destroem anos de fantasias

 
 
Não gosto de futebol nem sequer de futebolistas.  Não acho piada ao Cristiano Ronaldo nem ao Veloso; não quero saber do Benfica, do Sporting ou do Porto.  Não tenho interesse sobre quem ganha os jogos e as ligas ou quem vai jogar na Selecção.  Sou totalmente “afutebolística”. Mas nem sempre foi assim, houve uma altura em que gostava de um jogador, ou melhor achava-o lindo de morrer – o Mats Magnusson.
 
Cruzava-me regularmente com ele em Cascais na altura em que jogava no Benfica. O aspecto nórdico, a altura e a simpatia que transmitia faziam-me, a mim e à minha irmã, ficar sempre a sussurrar sobre o borracho que ele era.  Não me recordo se nessa altura o Benfica era um grande clube, se ganhava muitos jogos ou até que outros jogadores fariam parte da equipa; apenas me lembro do alto sueco que via regularmente no Pão de Açúcar ou nessa altura já seria Jumbo??!! Desde então ele faz parte do meu imaginário de jovem no final da adolescência. 
 
Mas é com grande pesar que anuncio que o dia 10 de Outubro ficará marcado para sempre na minha história pessoal, como o dia em que constatei que o Mats Magnusson afinal não é um Deus grego. Num zapping televisivo vejo uma entrevista com um senhor gordinho, moreno com muita falta de cabelo e com uma papada no pescoço, que falava sobre um jogo da selecção num português quase incompreensível. No momento em que vou mudar de canal em busca das últimas novidades sobre a “crise financeira” na esperança de que os islandeses já tivessem resolvido o seu problema, vejo pela legenda que o já referido senhor não era nem mais nem menos do que o Mats Magnusson.  O choque foi tremendo; vi por um instante parte da minha vida passar-me à frente. Aquele não poderia ser o meu Mats Magnusson!
 
Mantive-me de pé em frente ao televisor na expectativa de encontrar uma pista que deslindasse o mistério – o senhor podia ser sueco, opinar sobre futebol, falar português e ser benfiquista mas teria de ser outro Mats Magnusson!  A verdade atingiu-me como se de um raio potente se tratasse; a descarga eléctrica provocada toldou-me o pensamento e fez cair por terra todo o meu ideal de início da vida adulta! Assim que me recompuser vou queixar-me ao Provador do Telespectador da RTP, pois caso tais imagens tivessem “bolinha vermelha” eu jamais as teria visto e ainda continuaria a ser um mulher feliz!
 
 
publicado por Veruska às 18:45

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

.eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimos reflexos

. Só entra quem tem bilhete...

. O meu Mats Magnusson... o...

.caixa de Pandora

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Uma experiência quase cie...

. Os vossos favoritos

.links

.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds