Sábado, 5 de Julho de 2008

A silly season Allgarvia… ou como os homens nus andavam ausentes da vida de muitas mulheres

 

Como acontece em todos os anos a silly season aqui no Allgarve é sempre muito rica em acontecimentos fantásticos, surpreendentes e de uma riqueza inexplicável: são as festas para a alta sociedade em que todos vão vestidos de branco e cujos “bonzões” que por lá andam têm sempre um ar muito chateado (se eu fosse uma “boazona” irradiaria felicidade e jamais teria um ar chateado…), é a concentração Motard de Faro (ela está quase aí; é um bom fim-de-semana para ir a Cascais…), são os concertos no Fórum Algarve (este ano conseguiram trazer os cascalenses Delfins e Santos e Pecadores - tudo bandas que eu detesto)…
 
Mas neste Verão um novo tipo de eventos foi contemplado pelos programas culturais das várias autarquias – homens semi-desnudos ou mesmo nus em vários locais algarvios. Sendo eu uma pessoa com uma vida social tão intensa, já tive a oportunidade de assistir a dois desses espectáculos em que a performance dos artistas foi irrepreensível a todos os níveis.
 
A primeira encenação foi levada a cabo no Ludo e até hoje se lamenta que esta não tinha sido alvo de uma maior divulgação junto da comunicação social, pois fui eu a única espectadora. O protagonista era um cavalheiro muito bem apessoado (com umas pernas e uns glúteos que fariam inveja a qualquer um) que sem roupa desfrutava do Sol algarvio e acariciava de forma suave o seu corpo, sorrindo de forma maliciosa e convidativa a quem passava. 
 
O segundo espectáculo a que me refiro fez parte do Festival Med (do qual sou uma grande fã; este ano estive presente em todas as noites :) ) – o concerto dos Tambours du Bronx. A expectativa era grande, pois de acordo com a organização, dos Tambours du Bronx poderia “esperar-se nada menos que o espanto completo (…). Coreografias ensaiadas até à perfeição e um ambiente geral fascinante, embora por vezes assustador e apocalíptico…” A banda conseguiu levar a plateia ao rubro, não pela sua actuação musical (realmente para bater num bidão de 100 L só deverão ser precisos 3 ou 4 neurónios), mas sim pela forma como coreografaram a sua apresentação – à medida que iam interpretando o reportório, os músicos iam despindo as suas t-shirts e deixando descair as suas calças (percebi nessa altura a mais-valia de alguns homens usarem calças de cintura descaída…) revelando troncos de musculatura definida e harmonia pilosa. Eu gostei de ver, e várias outras amigas também!
publicado por Veruska às 19:59

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

.eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.últimos reflexos

. A silly season Allgarvia…...

.caixa de Pandora

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Uma experiência quase cie...

. Os vossos favoritos

.links

.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds